SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

SMTT confunde cadeira de rodas com quadriciclo e expulsa cadeirante de calçada

Uma moderna cadeira de rodas motorizada – importada da Coreia do Sul – foi proibida de circular pelo calçadão da Pajuçara, área reservada a pedestres e cadeirantes. Despreparados, os agentes da SMTT confundiram a cadeira de rodas com um quadriciclo motorizado, de uso exclusivo em ruas e estradas de barro.

A vítima foi o empresário José Maria Pedrosa – o Pedrosinha da Viçosa – que é deficiente físico e se movimenta na cidade em uma cadeira de rodas motorizada movida a bateria. Apesar de circular pelos calçadões da Pajuçara e Ponta Verde há mais de um ano, ele nunca foi incomodado pelos “zelosos” guardas da SMTT.

“Já fui parado várias vezes, mas por outros cadeirantes curiosos em conhecer a nova tecnologia da mobilidade urbana, nunca por guarda de trânsito”, disse o empresário, indignado com a atuação bizarra dos guardas municipais.

Com design moderno, luzes de alerta e outros assessórios de segurança, a cadeira motorizada do Pedrosinha confundiu a cuca dos guardas da SMTT, que o impediram de usar o calçadão da Pajuçara. “Veículo motorizado está proibido de trafegar pelas calçadas e passeios públicos; o senhor não pode circular por aqui”, disse um dos guardas, ao obrigar o empresário a trocar o calçadão da Pajuçara pela rua, no caso a avenida Sílvio Vianna.

Diante da exigência absurda da “autoridade”, Pedrosinha foi forçado a disputar espaço entre os automóveis expondo-se ao risco de acidentes. Indignado, o empresário levou o caso ao superintendente da SMTT, Tácio Melo da Silveira, que prometeu punir os funcionárioss e conceder uma licença especial para garantir a livre circulação da cadeira motorizada pelas calçadas da cidade.

Em tempo: no momento em que o órgão de trânsito de Maceió proíbe o uso de cadeiras de roda nos calçadões, a Prefeitura de São Paulo liberou recentemente o uso das ciclovias paulistas também para cadeirantes, que já utilizam as calçadas da cidade. É mais uma medida de apoio à mobilidade urbana, coisa desconhecida dos agentes da SMTT.

Fonte: extralagoas.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

oito − sete =