SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

‘Estou confiante’, diz aluna surda que fará o Enem com intérprete de Libras

carol_rb

O esforço e a dedicação da estudante Caroline Menezes Figueiredo, de 18 anos, que tem deficiência auditiva, já começou a dar resultados: ela passou no vestibular de uma faculdade privada para o curso de Arquitetura. Mas os planos de Carol vão além: ela vai fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para tentar uma vaga na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

No Colégio Nossa Senhora das Neves, onde Carol estuda em Natal, ela conta com o auxílio de uma intérprete de Libras que a acompanha em todas as atividades. “Nas aulas diariamente, em aulões preparatórios, em aulas de campo, em todas as atividades da escola que a Carol participe a intérprete vai com ela”, explica a psicóloga Janua Melo.

Nos dois dias de prova do Enem não será diferente. Caroline vai contar com o auxílio de uma intérprete. “Estou confiante”, disse a estudante. Em outubro ela foi aprovada no vestibular de uma universidade privada de Natal e se disse surpresa com o resultado. “Eu estava olhando na lista procurando o nome dos meus amigos. Quando vi o meu nome foi uma surpresa. Eu fiquei feliz porque foi o resultado do meu esforço e minha nota foi muito boa”, contou.

Segundo as regras do Enem, o candidato no ato de inscrição pode pedir atendimento especial, entre eles o tradutor-intérprete de libras. “É um profissional capacitado para usar a Língua Brasileira de Sinais no atendimento de pessoas com deficiência auditiva ou surda, habilitado para mediar a comunicação entre surdos e ouvintes e, no ato da prova, esclarecer dúvidas dos usuários de Libras na leitura de palavras, expressões e orações escritas em língua portuguesa. Os profissionais que auxiliam participantes com surdez devem atuar em dupla, em sala com, no máximo, seis participantes”, segundo o Ministério da Educação.

A intérprete que acompanha Carol nas atividades da escola diz que é impossível não se envolver com as expectativas da aluna. O convívio diário acabou criando uma relação de cumplicidade entre as duas. “Eu fico ansiosa com os resultados dela, incentivo ela a não desistir. Carol está se empenhando, é bastante dedicada, eu acho que ela vai conseguir”, disse Josemeiry Marreiro Honorato, de 29 anos.

O Enem será aplicado neste sábado (8) e domingo (9) e, nesta edição, tem 8,7 milhões de candidatos inscritos. No Rio Grande do Norte, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), são 221.082 inscritos.

carol

 

 

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × 5 =