SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Tenistas cadeirantes de Minas participarão de torneio com melhores do mundo na Califórnia

tenis-esporte-para-cadeirantes

A dupla formada pelos mineiros Daniel Rodrigues e Rafael Medeiros está entre as oito melhores da categoria

O bom trabalho realizado ao longo do ano, coroado com o título da Copa Guga, em Florianópolis, no início de outubro, leva os mineiros Daniel Rodrigues e Rafael Medeiros a um dos mais prestigiados torneios do tênis em cadeira de rodas. Os atletas participarão do Masters de Duplas de Mission Viejo, na Califórnia, nos Estados Unidos, entre os dias 5 e 9 de novembro. No evento, as oito melhores duplas do tênis para cadeirantes entram em quadra. Essa é a primeira vez que o Brasil será representado no importante torneio.

Os tenistas ressaltam a qualidade do trabalho desenvolvido ao longo do ano, juntamente com o treinador Leonardo Butija. Para Daniel Rodrigues, atual número 1 do Brasil, ir ao torneio na Califórnia já é uma grande conquista para a dupla, sobretudo com o baixo investimento no esporte especializado.

“Estamos com uma sequência muito boa neste ano, coroada com algumas conquistas durante 2014. Trabalhamos para chegar num nível alto, onde estão os tenistas dos países de primeiro mundo, que não diferenciam o investimento no esporte olímpico ou paralímpico. Para um brasileiro é sempre mais difícil, porque os investimentos são menores, eu não tenho patrocínio e chegar nesta posição é muito gratificante com todos estes obstáculos”, disse.

Rafael Medeiros aponta as disputas em alto nível fora do país, além de uma supremacia nos torneios dentro do Brasil, como fatores preponderantes para conquistar a vaga em Mission Viejo.

“Acho que todo atleta sonha em estar entre as oito melhores duplas do mundo e essa notícia foi gratificante. O esforço que temos feito ao longo do ano foi recompensado com a oportunidade de jogar esse torneio. Conseguimos jogar muitos eventos fora do país e tivemos muitos resultados importantes contra adversários fortes. No Brasil, o calendário foi recheado com muitas competições e ganhamos todos os eventos de duplas que fizemos por aqui”, avaliou Rafael.

Os brasileiros terão uma forte concorrência na competição. Entre os nomes mais badalados, encontram-se Joachim Gerard Stephane Houdet, da Bélgica e França, respectivamente, campeões em Roland Garros neste ano.

Fonte: pe.superesportes.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

onze + 15 =