SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Fotos mostram carrinho de pipoca e sacos de lixo em vaga de deficiente

unip_1

A internauta Liliane Lopes, 34 anos, flagrou diversos casos de desrespeito às vagas exclusivas para deficientes físicos no estacionamento da Universidade Paulista (Unip), na quadra 913 da Asa Sul, em Brasília. Segundo a estudante de psicologia, os casos são recorrentes desde o mês de agosto, quando as aulas recomeçaram.
“Eu chegava à faculdade por uma entrada do outro lado do prédio, que foi fechada. Faz dois meses que passo por aqui, e todo dia tem alguma coisa nessas vagas.”, afirma.

unip_2

As imagens mostram carros sem o adesivo de permissão do Detran, sacos de lixo e até um carrinho de pipoca estacionado na vaga reservada. Segundo Liliane, a faculdade expande o número de alunos a cada vestibular, e os estacionamentos da região são insuficientes para o volume de carros dos universitários.

Liliane conta que chegou a questionar os profissionais de segurança da Unip, que disseram que a responsabilidade pelo estacionamento é do Detran.
“Na outra semana, o pai de uma aluna cadeirante teve que estacionar em cima desses sacos de lixo para conseguir colocá-la no carro. Fiquei revoltada”, conta a estudante. As imagens foram feitas em dois dias diferentes no mês de setembro.

Nota da redação: O Detran informou ao G1 que faz seis operações de fiscalização de grande porte e oito operações de patrulhamento por dia para coibir estacionamento irregular nas vias do DF. Ainda segundo o departamento, o combate ao uso da vaga por ambulantes ou para depósito de lixo deve ser feito pela Agência de Fiscalização do DF (Agefis). Estacionar em vaga exclusiva sem a permissão do Detran é infração leve. O Código de Trânsito prevê multa de R$ 53,20 e três pontos na carteira de habilitação.

Em nota, a Agefis agradeceu a contribuição da internauta e informou que equipes de auditores e inspetores irão ao local para verificar a denúncia. Os ambulantes podem ter os bens apreendidos, e o responsável pelo lixo em área pública pode ser multado em valor de R$ 101 a R$ 95 mil, a depender da quantidade de resíduos. Ainda segundo a Agefis, alguns ambulantes que atuam próximo às faculdades têm licença de trabalho concedida pela Coordenadoria de Cidades.

O diretor-geral do grupo Unip/Objetivo, José Nasr, afirmou que membros da instituição já tentaram conversar com os ambulantes, mas foram destratados e a situação não se resolveu. Nasr disse que o lixo identificado na vaga é deixado pelos próprios vendedores. Por fim, afirmou que alunos e trabalhadores com deficiência podem estacionar dentro da universidade, mediante solicitação.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × quatro =