SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Comunicação: a presença do IBDD na mídia

ibdd

Em 2011, o IBDD dedicou seu relatório anual à consolidação do Instituto como um dos principais porta-vozes da questão da pessoa com deficiência na imprensa brasileira. Mas foi em 2012 que o IBDD legitimou o jargão jornalístico e “pautou a imprensa” com os melhores números de exposição na mídia, reiterando sua posição de referência no assunto com reportagens publicadas em diversos países. O IBDD, em mais um ano, demonstrou sua contribuição ativa para divulgar a exclusão social em que vive grande contingente de pessoas com deficiência no Brasil.

Em 2012, foi duplicado o total de espaço ocupado pelo Instituto na mídia impressa e nas diversas mídias digitais. Nas rádios, foram mais de 83 minutos de exposição, a grande maioria em entrevistas ao vivo com membros da equipe do IBDD discorrendo sobre assuntos relacionados aos direitos da pessoa com deficiência. Este total é mais de 20 vezes superior ao de 2011.

Um dos principais destaques do ano foi a reportagem produzida pela agência internacional de notícias France-Presse(AFP) sobre os obstáculos enfrentados pela pessoa com deficiência na cidade do Rio de Janeiro. Com o título, “Sede das Paraolímpiadas-2016 e pesadelo para os deficientes”, a matéria foi difundida para diversos países, alertando para a ausência de infra-estrutura no Rio para atender as necessidades da pessoa com deficiência em grandes eventos esportivos.

Acessibilidade foi o assunto de maior interesse do ano. O IBDD foi procurado por diversos veículos de comunicação com o intuito de relatar, segundo trecho da reportagem da AFP, “o pesadelo diário de milhares de pessoas com deficiência física no Rio de Janeiro, que em quatro anos sediará os Jogos Paraolímpicos”. Vale lembrar-se da repercussão conquistada pelas matérias do Jornal O Globo, Jornal Nacional (TV Globo), Correio Braziliense, Agência Brasil e O Estado de São Paulo, que denunciaram a falta de acessibilidade nos transportes públicos, prédios e ruas da cidade.

“A permanência e, mais do que isso, o aumento considerável do interesse da imprensa em conhecer e divulgar a realidade da pessoa com deficiência no Brasil é uma das grandes conquista do IBDD no ano de 2012. Ao participarmos desse movimento, estamos ajudando a colocar na luz uma questão que por tempo demais foi relegada à sombra. O conhecimento partilhado é a melhor forma de acabar com o preconceito, e essa é a maior missão do IBDD”, declara Teresa Costa d’Amaral, superintendente do Instituto.

Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × um =