SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Em Manaus, Bosque da Ciência do Inpa faz reforma para atender deficientes físicos

acessibilida-para-deficientes-fisicos

MANAUS – O Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) deverá contar com R$ 1,8 milhão para ampliar a estrutura física visando a Copa do Mundo de Futebol, em 2014. Os recursos serão utilizados para melhoria dos espaços já existes e construção da cobertura dos tanques dos peixes-bois, do viveiro das ariranhas e revitalização do lago amazônico.

Do total de recursos, R$ 1,5 milhão são do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e os outros R$ 300 mil são provenientes de uma Emenda Parlamentar da senadora pelo Amazonas, Vanessa Grazziotin.

De acordo com o coordenador do Bosque da Ciência, Jorge Lobato, os recursos são para atender a demanda do lugar durante o evento internacional de futebol. Ele disse que os recursos devem estar disponíveis em até 60 dias. “Nós fizemos toda uma articulação via Senado onde a senadora solicitou uma audiência com o ministro Marco Antônio Raupp para tratar desse apoio, já que o Bosque da Ciência foi eleito um dos dez melhores locais para se visitar em Manaus dentro do contexto turístico e científico”, disse.

Além da ampliação das estruturas já existentes, contou Lobato, o Bosque da Ciência será totalmente acessível às pessoas com deficiências. O coordenador de extensão do Inpa, Carlos Bueno, explicou que as obras previstas irão permitir um novo espaço de visitação. “Vamos ter a revitalização do lago amazônico, com ambientes lúdicos. Haverá também um passeio no entorno do Bosque criando outro circuito para levar as pessoas com deficiência. Ou seja, a área de visitação será ampliada”, destacou.

Bosque da Ciência
O Bosque da Ciência do Inpa existe desde 1995 e serve para aproximar a sociedade das pesquisas para a socialização do conhecimento, segundo definiu o Inpa. Trilhas educativas, tanques de peixes-boi da Amazônia e viveiro das ariranhas, Casa da Ciência, Ilha da Tanimbuca, condomínio das abelhas, Paiol da Cultura, viveiro dos jacarés, entre outros espaços estão disponíveis no Bosque da Ciência.

O horário de funcionamento do local é de terça-feira a sexta-feira, de 9h as 12h e de 14h as 17h. Aos sábados, domingos e feriados das 9h às 16h. A venda de ingresso acontece de 9h as 11h30 e de 14h as 16h, ao custo de R$ 5. O acesso é gratuito para crianças de até 12 anos de idade e pessoas a partir de 65 anos.

peixeboia

Fonte: Portal amazonia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezessete − um =