SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Atividadades esportivas nos Centros Olímpicos promove inclusão social

Conciliar juventude com esportes, garantir inclusão social e formar novos atletas em ações conjuntas entre Estado e sociedade. Esses são os principais objetivos dos Centros Olímpicos do Distrito Federal. Já são nove unidades em todo o DF, que em 2012 atenderam 30 mil alunos, entre crianças, adultos, idosos e pessoas com deficiência.

Esporte nos Centros Olímpicos garante inclusão social, Esporte para pessoas com deficienciaO sucesso do programa é refletido claramente no cotidiano da comunidade. Por mês foram atendidas em média 35 mil pessoas em atividades promovidas para os alunos, suas famílias e para a comunidade – eventos culturais, cursos técnicos de informática e inglês e palestras que envolvem temas transversais como combate ao uso de drogas, consumo consciente, economia doméstica e cidadania.Durante 2012 foram oferecidas mais de quinze mil vagas distribuídas entre as modalidades de basquete, tênis, capoeira, ginástica, vôlei, handebol, futebol e outros. As vagas foram ofertadas de acordo com a demanda de cada região.

Futuro Campeão

Com o objetivo de formar jovens atletas que estejam aptos a representar o Distrito Federal em competições locais, nacionais e internacionais começou a vigorar em novembro de 2012 o Programa Futuro Campeão.
O programa é uma oportunidade de proporcionar aos talentos de baixa renda as chances de melhoria na qualidade de vida e de se tornarem futuros medalhistas olímpicos.

Os Centros Olímpicos do Gama, Recanto das Emas, Santa Maria e Brazlândia foram os primeiros a receberem o projeto e vão oferecer, respectivamente, as modalidades de saltos ornamentais, voleibol, basquete e atletismo. Futuramente o projeto será implementado nos demais Centros Olímpicos.

O Centro Olímpico da Estrutural também foi contemplado com o Programa Futuro Campeão. O Centro passará a oferecer a modalidade do boxe. Atualmente a Estrutural reflete a extrema desigualdade social em Brasília e o objetivo da implementação do programa na cidade visa promover à essa comunidade, em especial às crianças, uma nova realidade de vida.

A Secretaria de Esporte teve o cuidado de selecionar técnicos experientes em cada modalidade, já que o intuito é dar aos alunos a chance de disputar medalhas nas Olimpíadas de 2020.

De acordo com o secretário de Esporte, Julio Ribeiro, as atividades esportivas oferecidas nos Centros Olímpicos tem o intuito de promover a inclusão social do cidadão independentemente de sua classe social. “A responsabilidade de viabilizar a inclusão social é do poder público do Estado, e deve ocorrer a partir de ações governamentais essenciais para o desenvolvimento da cidadania”, afirmou.

 

Fonte:  http://www.esporte.df.gov.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezenove − 11 =