SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Saúde amplia atendimento a crianças com deficiência intelectual

A Secretaria Municipal de Saúde de Teresina irá ampliar o atendimento a crianças com deficiência intelectual na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) da capital. A APAE, estabelecimento credenciado ao SUS, atende cerca de 200 pacientes com esse tipo de deficiência e, a partir do mês de abril, passará a atender 300 por mês.

Segundo Aderivaldo Andrade, secretário municipal de saúde, a ampliação do serviço foi atendimento a uma solicitação do Ministério Público: “A Secretaria Municipal de Saúde sempre se mostrou disponível a ampliar serviços, de acordo com a necessidade e diante das suas possibilidades; dessa vez, após provocação do Ministério Público foi detectada uma fila para atendimento à deficiência intelectual no CIES (Centro Integrado de Educação Especial) e, então, promovemos a expansão do serviço na APAE. Com a maior oferta do serviço, a população é a principal beneficiada.”, conta.

O secretário acrescenta ainda: “O atendimento à deficiência intelectual é crescente no País, especialmente após o surto da microcefalia. Em Teresina, já existe uma ampla rede para reabilitação da deficiência intelectual, sendo conveniados ao SUS o Centro Integrado de Reabilitação (CEIR), a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e a Associação dos Amigos Autistas do Piauí (AMA)”, conclui.

A presidente da APAE, Ângela Gaioso, explica que a Associação tem capacidade instalada suficiente para promover a ampliação do serviço: “A APAE está apta para ampliar o serviço, tem espaço, salas de estimulação precoce e todos os equipamentos necessários para fazer habilitação e reabilitação da pessoa com deficiência intelectual e com autismo, além de contar com uma equipe multidisciplinar qualificada”, afirma. Ela conta ainda que a APAE realiza esse tipo de trabalho há 47anos e foi pioneira a se preocupar e tratar à pessoa com deficiência.

Paralelamente à expansão do atendimento, têm sido adotadas todas as providências exigidas pelo Ministério da Saúde no sentido de promover a habilitação da APAE como Centro de Reabilitação tipo II.

Para ter acesso à reabilitação intelectual disponível na APAE, o usuário deve se deslocar à Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência. Caso o médico da Unidade constate a necessidade, encaminha para a APAE. A partir de agora, na APAE será feita uma triagem com equipe multidisciplinar para avaliar o caso e identificar o tipo de tratamento adequado.

 

Fonte: cidadeverde.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem CAPTCHA

*