SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Pai transforma filho de 2 anos com Síndrome de Down em herói em série de fotos

“Wil Can Fly” (Wil pode voar) traz imagens do pequeno Wil “voando” em diferentes paisagens e faz sucesso na web, onde já conquistou mais de 25 mil seguidores

síndrome de down

Pai de outras quatro crianças, o americano Alan Lawrence queria mostrar ao quinto filho, o pequeno Wil, portador de Síndrome de Down, que ele podia realizar qualquer coisa que desejasse. Ao ver o menino imitar poses de heróis, como se voasse, teve a ideia de criar, com a ajuda de programas de edição de fotos, uma série em que Wil parece flutuar em diferentes paisagens.

“Quando Wil era menor, ele gostava de deitar de barriga e levantar braços e pernas como se estivesse voando, uma coisa que muitas crianças adoram fazer”, contou Alan ao canal ABC News. Assim surgiu “Wil Can Fly” (Wil pode voar), série de fotos que faz sucesso na web e retrata o pequeno “voando” em cenários como montanhas, praia, floresta e até na Disney.

Webdesigner e diretor de arte, Alan ergue Wil nas fotos e usa outros artefatos para pendurar o menino nas locações. Depois, no computador, apaga sua própria imagem, criando a ilusão que o pequeno flutua. Postadas inicialmente no blog que ele mantém “That Dad Blog”, a série ganhou contas no Facebook e Instagram, onde já reúne mais de 25 mil seguidores.

Alan também costuma dividir suas incertezas e preocupações com outros pais que também têm filhos com necessidades especiais. “Quando o médico nos informou que ele teria Síndrome de Down nós ficamos com muito medo e preocupados com o futuro, sabíamos muito pouco a respeito”, conta.

Webdesigner e diretor de arte, Alan ergue Wil nas fotos e usa outros artefatos para pendurar o menino nas locações. Depois, no computador, apaga sua própria imagem, criando a ilusão que o pequeno flutua. Postadas inicialmente no blog que ele mantém “That Dad Blog”, a série ganhou contas no Facebook e Instagram, onde já reúne mais de 25 mil seguidores.

Alan também costuma dividir suas incertezas e preocupações com outros pais que também têm filhos com necessidades especiais. “Quando o médico nos informou que ele teria Síndrome de Down nós ficamos com muito medo e preocupados com o futuro, sabíamos muito pouco a respeito”, conta.

3

5

Tudo mudou, segundo o pai, após a chegada de Wil. “Nesse período de 17 meses que ele está com a gente tem ajudado nossa família a crescer em maneiras que nós nem sabíamos que precisávamos. Nossa família com Wil está mais feliz e queremos mostrar ao mundo que você pode ter uma vida feliz com Down”, diz.

As lindas imagens de Alan com Wil viraram ainda um calendário em 2016, que terá 50% da renda obtida revertida para instituições que acolhem crianças com Down. O calendário 2016 está á venda no blog.

Fonte: Marie Claire

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem CAPTCHA

*