SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Superintendência Regional do Trabalho e Emprego fiscaliza empresas em Goiás

fiscalização-acessibilidadeO Ministério do Trabalho divulgou nessa terça-feira (4) balanço dos seis primeiros meses deste ano sobre fiscalização sobre o cumprimento de cotas para deficientes no Goiás. A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego fiscalizou 269 empresas. As ações resultaram na inserção de 288 pessoas com deficiência no mercado de trabalho e na autuação de 67 empresas por descumprimento da legislação.

Segundo o superintendente Regional do Trabalho e Emprego em Goiás, Arquivaldo Bites, “muitos indivíduos com deficiência estão em subempregos ou até mesmo pedindo esmolas, sem saber que existe política do governo de proteção, que pode auxiliá-los a ingressarem em uma vaga de emprego formal”, informou.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Goiás possui 941.232 pessoas com algum tipo de deficiência, seja visual, auditiva, motora ou intelectual. Se forem consideradas as pessoas que apresentam “alguma dificuldade visual”, esse número sobe para 1.858.849 pessoas. Além dessas, a Lei das Cotas abrange também os reabilitados da Previdência, que sofreram acidente de trabalho.

Para o auditor fiscal do trabalho e coordenador da Inserção de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho, Arnaldo Bastos Santos Neto, existe preconceito e desinformação sobre os trabalhadores com deficiência. “As empresas alegam dificuldades para contratar. Enquanto isso, depoimentos e estatísticas mostram que a inserção profissional de pessoas com deficiência é viável”, destacou.

Fonte: brasil.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem CAPTCHA

*