SuperBanner

Site Pessoa com Deficiência (PCD)

Inclusão, Direitos, Isenção e Vagas

Pedro Baião: ‘Cada um tem sua maneira de se expressar’

pedro-baiao-cenica-cultura-entrevista
Pedro Baião estreou uma comédia sobre preconceitos no dia 19 de junho

Pedro Baião tem 24 anos e nasceu com Síndrome de Down. Ele é ator e estreou no dia 19 de junho com a peça #broncadeque?, no Teatro das Artes, Shopping da Gávea, no Rio de Janeiro. A montagem inédita da comédia sobre preconceitos é de Rogério Blat. Com direção de Ernesto Piccolo, o elenco conta também com Karina Ramil, Lorena Comparato , Renato Gos e Théo Nogueira.
Esta é uma comédia voltada para o público jovem, um projeto artístico de “desintegração” de preconceitos que vem para mostrar o novo olhar sobre os jovens com Síndrome de Down. Ao criar uma comédia muito bem-humorada que coloca em cena um personagem vivido pelo ator Pedro Baião, a dupla Rogério Blat e Ernesto Piccolo propõe um diálogo a respeito dos preconceitos e das diferenças.
O que pode acontecer com um grupo de quatro amigos que se aventura numa noite carioca em companhia de um jovem que tem Síndrome de Down em busca de sua liberdade ? O espetáculo nara esse divertido e tocante encontro e coloca em questão os preconceitos, dificuldades e sonhos daqueles que são considerados especiais. Depois da temporada no Teatro Das Artes , #broncadeque? será apresentado em São Paulo, com estreia prevista para 2016. Aqui, Pedro Baião comenta sobre seu personagem e vida profissional.

Qual é esse projeto ?

Faço a peça chamada #broncadeque?. Estamos fazendo essa peça como se fôssemos não diferentes.

É sua primeira peça ?

Não, mas é a primeira com contrato. Já fiz várias aqui no Shopping da Gávea, no Teatro dos Quatro. A peça era A Visita da Velha Senhora, com direção de Isabela Secchin e Luiz Otávio, e também algumas no Tablado.

Que bom.

Fiz também um musical no tablado com Ariane Rocha agora estou fazendo balé e dança numa academia.

Você e formando em alguma coisa? Teatro, por exemplo?

Ainda não.

Como é seu personagem?

Meu personagem se chama Guilherme e tem Down. Ele luta contras pessoas que têm preconceitos. Ele luta com a liberdade desse personagem. Todo mundo é diferente, mas cada um tem sua maneira de se expressar.

Fonte: atarde.uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem CAPTCHA

*