SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

RJ: menino deficiente visual supera rejeição de professor de música e aprende a tocar bateria

O menino Thiago, de 11 anos, que tem deficiência visual, mora com a família em uma casa simples em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e sonha ser músico profissional. Segundo a família da criança, ele pediu para ser matriculado em uma escola de música particular, mas foi rejeitado por um professor.
— O professor quis cobrar mais caro para ele dar aula, só porque eu não enxergava

menino-deficiente-visual-baterista

Foi quando Thiago conheceu Feliciano, um jovem de 20 anos, que quis dar aula de bateria para o menino.
— Foi um desafio. Eu pensei o que eu tinha que ensinar e como. Mostrei um batuque e ele foi pegando

A família de Thiago descobriu a deficiência do menino logo após o nascimento dele. Segundo os pais, não houve tempo para entender o que estava acontecendo porque foi preciso agir rápido.
— Ele precisava ser tratado com urgência, com 21 dias ele fez a primeira cirurgia

Os pais da criança também contaram que o menino já fez três cirurgias. Na última operação, o glaucoma foi estabilizado. A mãe de Thiago lembra que a médica que cuidou dele foi muito importante. — Ela me falou “ele é normal. Você tem cuidar dele como cuida de sua filha”

Thiago estuda no Instituto Benjamin Constant, na Urca, zona sul do Rio, há 9 anos. Ele chega à instituição na segunda-feira e só volta para casa na sexta. Na unidade o menino recebe acompanhamento psicológico, oficinas diversas, aulas de música e informática, que também faz parte dos planos do menino

Na escola, ele é muito elogiado pelos profissionais. O professor de matemática destaca a dedicação do menino.
— Ele é muito bom em matemática, mas ele é super atencioso, domina o recurso que nós temos para auxiliar e ajuda os colegas

De acordo com a mãe, Thiago pensa em dar aula de informática.
— Ele fala “informática me dá dinheiro, mas é a música que eu gosto”

Quando não está tocando bateria ou no tablet, o menino se diverte no videogame. E mesmo com dificuldades financeiras, pois o pai de Thiago está desempregado, a família faz de tudo para ver a criança realizada.
— Tudo que ele precisa a gente tenta dar

E para quem está desanimado e pensa em desistir dos sonhos, Thiago dá um conselho:
— Não desista dos seus sonhos, uma hora ele vai se realizar. Mesmo que seja muito difícil, não é para desistir.

 

Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem CAPTCHA

*