SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Curso de braile é oferecido em biblioteca pública de Uberlândia

braile

Empréstimos de livros, periódicos e outros serviços estão disponíveis. Interessados no aprendizado devem procurar o local; curso é gratuito.

A Biblioteca Pública Municipal Juscelino Kubitschek de Oliveira, em Uberlândia, oferece na Sala Braille “Inhazinha Vilela”, um curso de alfabetização para deficientes visuais. Atualmente, cerca de 15 pessoas participam destas e de outras formações disponíveis no local. Os interessados no aprendizado, devem procurar o local e realizar a inscrição. Os cursos são gratuitos.

A formação ensina a utilização do processo de escrita e leitura baseado em 64 símbolos em alto relevo, resultantes da combinação de seis pontos dispostos em duas colunas de três pontos cada. O método permite representação de letras, algarismos e sinais de pontuação com leitura feita ao toque de uma ou duas mãos ao mesmo tempo.

A informática também é ensinada com recursos como um software que permite que pessoas com a deficiência utilizem computadores no desempenho de uma série de tarefas, adquirindo mais independência nos estudos e trabalhos.

Os usuários da Sala Inhazinha Vilela podem ainda utilizar os serviços de empréstimos de livros e periódicos especializados, leituras a viva-voz, apoios pedagógicos em conteúdos escolares, desenvolvimento tátil e cursos de alfabetização para pessoas com baixa visão com o uso de letras grandes.

Serviço:

Sala Braille Inhazinha Vilela
Local: Biblioteca Pública Municipal Juscelino Kubitschek de Oliveira, praça Cícero Macedo, s/n, bairro Fundinho, (34) 3234-1600
Horário de atendimento: Segunda à sexta-feira, exceto feriados, 8h15 às 18h45, e sábados, das 8h15 às 11h45, exceto feriados

 

Fonte: G1

One thought on “Curso de braile é oferecido em biblioteca pública de Uberlândia

  1. bom dia
    gostaria de obter mais informações sobre esse programa do Braille na Biblioteca Publica; achei mt interessante e gostaria de fazer um projeto semelhante, trabalho com pessoas com deficiencia e aqui em Betim não tem um curso de Braille para aquelas pessoas que se tornaram deficientes visuais fora da idade escolar. obrigada. adalgiza macedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem CAPTCHA

*