SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Motorista estaciona em vaga especial para deficiente e se recusa a sair

vagas-para-deficientes-estacionamento

Um motorista saudável foi flagrado ocupando uma vaga destinada a pessoas portadoras de necessidades especiais em uma quadra comercial da Asa Sul, área central de Brasília.

O vídeo foi postado no dia 18 de outubro nas redes sociais e já teve quatro mil acessos. Nele, a mãe de uma cadeirante aparece reivindicando o direito de estacionar na vaga.

Viviene Braggie até tentou, conversou com o motorista, mas ele se recusou a sair. Ele comprou uma pizza, trancou o veículo, ignorou o pedido e foi embora sem tirar o carro da vaga.

— Minha filha tem 21 anos, é cadeirante e tenho o carro devidamente adesivado, com o nome dela e todas as identificações necessárias, para estacionar em vagas para deficientes físicos.

Apesar de já ter passado por vários problemas parecidos, Viviene garantiu que foi a primeira vez que teve o pedido negado.

— É um direito estabelecido por lei. Nunca tive problemas de a pessoa se recusar a sair da vaga.

Aconteceram várias vezes de chegar na vaga e ela estar ocupada, mas chegar junto com a pessoa e ela me ignorar foi a primeira vez.

A mulher chegou a acionar a PMDF (Polícia Militar do DF), que autuou o homem. No entanto, o carro não pôde ser levado porque o pátio do Detran-DF (Departamento de Trânsito do DF) estava cheio aquele dia.

— Me senti impotente. Ele simplesmente fechou o carro e foi embora levando a pizza. O veículo ficou na vaga a noite toda e não foi levado.

A reportagem da TV Record Brasília saiu pelas ruas da capital federal e encontrou outros problemas relacionados a vagas. No Setor Comercial Sul, por exemplo, a disputa é acirrada. São poucas vagas para muitos carros e, geralmente as que são destinadas para idosos ou deficientes, são ocupadas por motoristas sem autorização.

O problema é que, mesmo com autorização, algumas pessoas usam de forma indevida o benefício. A reportagem flagrou vários veículos que têm autorização de idosos estacionados em vagas para deficientes físicos.

Nas principais redes sociais, a campanha “Esta vaga não é sua nem por um minuto” mostra uma cadeira de rodas parada em vagas de estacionamento. Nela, está preso um bilhete dizendo “usei a cadeira elétrica do mercado e não tinha onde deixar a minha”.

Alguns motoristas se assustam com a cena quando tentam estacionar e desistem, mas uma mulher fez o contrário. Ela desceu do carro, tirou a cadeira e parou o veículo.

Dados do Detran mostram que nos sete primeiros meses deste ano, 1.054 motoristas foram autuados por estacionar em vagas de deficientes e 1.552 por estarem de forma irregular em vagas de idosos.

Segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), o condutor do veículo que desrespeitar as normas acumula três pontos na carteira, paga multa de R$ 53,20 e ainda tem o carro guinchado.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem CAPTCHA

*