SuperBanner

Site Pessoas com Deficiência (PCD)

Lei, Inclusão, Isenção e Vagas

Concurso da PRF tem mais de 100 candidatos por vaga

Concurso da PRF

Mais de cem candidatos por vaga: é o resultado de 109.769 inscrições para os mil postos a serem preenchidos no concurso da Polícia Rodoviária Federal. As provas objetivas e a prova discursiva terão a duração de 4h30 e serão aplicadas no dia 11 de agosto, às 8h (horário de Brasília).

O candidato deverá, obrigatoriamente, acessar o site http://www.cespe.unb.br/concursos/dprf_13 para verificar o seu local de realização das provas, por meio de consulta individual. As vagas exigem que o candidato tenha diploma em nível de graduação em qualquer área e possuir Carteira Nacional de Habilitação categoria “B”.

O concurso reserva 5% das vagas (50) para pessoas com deficiência, atendendo decisão do STF. A remuneração inicial é de R$ 6.479,81, sendo R$ 6.106, 81 de subsidio e R$ 373,00 de vale-refeição. Na primeira etapa, com cinco fases, haverá as provas objetivas e discursivas e, em seguida, teste físico, exames de saúde, avaliação psicológica, investigação social e/ou funcional e prova de títulos.
A primeira etapa e a perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência serão realizadas nas 26 capitais dos estados da Federação e no Distrito Federal.

Etapas do concurso

Haverá correção da prova discursiva dos candidatos aprovados nas provas objetivas e classificados até a 4.750ª posição, para os candidatos de ampla concorrência, e até a 250ª posição para os candidatos que se declararem pessoas com deficiência.

Os candidatos aprovados na prova discursiva e classificados até a 3.800ª posição, para os candidatos de ampla concorrência, e até a 200ª posição para os candidatos que se declararem pessoas com deficiência, serão convocados para o exame de capacidade física, para a avaliação de saúde, para a avaliação psicológica e preenchimento eletrônico da Ficha de Informações Pessoais (FIP), para fins de que se proceda à investigação social e/ou funcional. Valerá a soma das notas obtidas nas provas objetivas e na prova discursiva.

Serão convocados para a avaliação de títulos os candidatos aprovados na prova discursiva e classificados até a 1.900ª posição para os candidatos de ampla concorrência, e até a 100ª posição, para os candidatos que se declararem pessoas com deficiência, e não eliminados nas fases anteriores.

A prova objetiva de conhecimentos básicos terá língua portuguesa, matemática, noções de direito constitucional, ética no serviço público e noções de informática. Já a prova objetiva de conhecimentos específicos terá noções de direito administrativo, noções de direito penal, noções de direito processual penal, legislação especial, direitos humanos e cidadania, legislação relativa ao DPRF e física aplicada à perícia de acidentes rodoviários.

A prova discursiva aplicará a redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados aos objetos de avaliação do conteúdo programático. O exame de capacidade física consistirá de quatro testes: teste de flexão em barra fixa, teste de impulsão horizontal, teste de flexão abdominal e teste de corrida de 12 minutos.

A segunda etapa do concurso será o curso de Curso de Formação Profissional (CFP), com duração de aproximadamente 3 meses. Nele, os alunos terão aulas de abordagem e tiro, direitos humanos, ética, defesa policial e fiscalização de trânsito, entre outras.
Os novos policiais rodoviários federais serão lotados, preferencialmente, nas regiões de fronteira, após remanejamento dos policiais mais antigos. A instituição espera contar com esse reforço para a Copa do Mundo em julho do ano que vem. O último concurso foi realizado em 2009 e foram preenchidas 1.500 vagas.

Atardeuol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Imagem CAPTCHA

*